sábado, 16 de fevereiro de 2013

A Hora Mais Escura, Uma Obsessão Americana

@Megaovo facebook.com/megaovo


Não,isso não é um filme de terror como possivelmente anuncia o titulo, mas é um filme que mostra como a obsessão americana, iniciada com o atentado ao World Trade Center, as torres gêmeas, em Nova York, em 11 de setembro de 2001, tem seu final descrito pela diretora Kathryn Bigelow: a localização e o assassinato de Osama bin Laden, apontado como o responsável pelo terrível acontecimento que mudou a história da humanidade.Essa é a história de A Hora Mais Escura.
O filme relata os esforços da agente da CIA Maya (Jessica Chastain), que por mais de uma década busca o esconderijo de Osama bin Laden, até finalmente encontrá-lo  no Paquistão.  Para isso, ela analisa cada indício, cruza dados, investiga qualquer informação que lhe chega às mãos, em um trabalho solitário e às vezes insano, sem qualquer garantia de sucesso.
Apesar de retratar uma guerra o filme tem poucas cenas de ação, a obra se concentra no trabalho de inteligência e no esforço da agente em juntar as peças do verdadeiro quebra-cabeças que é a Al-Qaeda. Como sempre no final, o grande assalto tem um efeito apoteótico. Isso porque, segundo os responsáveis pela produção, A Hora Mais Escura iria tratar apenas da caçada a bin Laden, quando não havia ainda a perspectiva de sua captura. O êxito da ação norte-americana no Paquistão mudou o final.
A diretora Kathryn Bigelow fez história em 2010 ao se tornar a primeira mulher, em mais de 80 anos,  a conquistar o Oscar de melhor diretor,  por Guerra ao Terror, que recebeu ainda o prêmio de melhor filme e outros quatro. Antes disso, ela era conhecida mais por ter sido mulher do diretor e produtor James Cameron (Titanic, Avatar) do que por sua obra. Este ano Bigelow deve estar triste,pois a mesmo feito de 2010 não se repetirá,afinal de contas o filme foi indicado,mas a diretora não.
E Tomando emprestado as palavras de meu velho pai "Se você adora americanos e os venera mais que seu próprio paí esse é um excelente filme sobre a grandiosidade que só os norte-americanos tem,mas se você odeia os americanos e sua suprema perfeição vai odiar o filme por saber que mais uma vez eles se vangloriam e se sentem Deus".
A Hora Mais Escura cairia bem como um desfecho interessante para Guerra ao Terror (ou não).

Fonte: Cinema na Rede

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário