domingo, 31 de março de 2013

Lollapalooza 2013: Two Door Cinema Club brilha em dia em que o Franz Ferdinand aparece morno

@Megaovo facebook.com/megaovo

Ao final do segundo dia de Lollapalooza, só uma coisa fica na cabeça: que show incrível o do pessoal da irlanda do norte, Two Door Cinema Club – uma banda talvez subestimada em um dia de line-up que continha bandas do calibre de Franz Ferdinand e Queens of The Stone Age.
A melhor parte? O vocalista Alex Trimble, que, igualmente a Brandon Flowers, do The Killers, se doou ao máximo para um público disposto a recebê-los. O suor, a garra e as constantes demonstrações de felicidade por estar no Lolla, no Brasil, eram de deixar qualquer não-fã hipnotizado.
O momento mais legal? Era pôr-do-sol, final da apresentação, um público alternativo basicamente de adolescentes, ao som do maior sucesso deles, “What You Know”, e o vocalista se emociona ao perceber que mais de 30 mil pessoal cantavam a música com ele. É tipo coisa linda!
Dá uma olhada no show completo, abaixo, se você não foi:
O que mais aconteceu de legal/não tão legal no segundo dia?
O triste, do segundo dia, foi o show dos escoceses do Franz Ferdinand. A banda é sempre ótima, Alex Kapranos, o vocalista, é sempre incrível ao vivo. Mas – vindo da boca de um fã eterno do grupo – não foi o caso no Lollapalooza 2013.
O show, que encheu rapidamente com milhares de pessoas, começou a se esvaziar também muito rápido. Por quê? Muita gente reclamou da qualidade do som, que estava abafado e baixo, não comovendo o público de maneira alguma.
Outras pessoas – como eu! – acreditam que Alex e os amigos do Franz não estavam muito lá a fim de tocar seus maiores sucessos, como “Take Me Out”, “Walk Away”, “Do You Want To?” – hits, que, normalmente, levantam o público de uma maneira maluca.
Caso completamente diferente foi o da banda Queens of the Stone Age. Show sen-sa-ci-o-nal! Com um público claramente mais velho que o do Two Door Cinema Club, por exemplo, a banda estourou os tímpados de todo mundo com um som incrível e uma garra de estar ali admirável, coroada com a linda “No One Knows”. Veja o show inteiro aqui, por favor!
Quem também chamou muito, mas muito a atenção no festival foi o menino francês de 18 anos, Madeon. No início do show, só se ouvia no meio do público: “quem é esse cara mesmo?”, “vim porque meus amigos me chamaram”.
Ok, nada disso serve para definir esse gênio das picapes. Ele tomou conta do palco Perry, a tenda que abrigava atrações, digamos, de “menor sucesso de público”. Que nada! Ele, que se seguiu ao rapper Nas, incendiou o local e enlouqueceu um público adolescente. Rolou até “roda punk” na apresentação de música eletrônica!
O cara, que atualmente trabalha no novo CD de Lady Gaga, “Artpop”, remixou ao vivo sucessos de Kylie Minogue, Yeah Yeah Yeahs, Daft Punk, The Killers, Beyoncé e Blur, entre muitos, muitos outros. A parte mais legal? Ele não é um DJ “que fica na dele”. Ele interage, pede pro público dançar, tira foto e age como um rei no palco, com 18 anos.
Essa dança maluca na lama aconteceu, sim, durante o show do Madeon! Hahaha! Agora, dá uma olhada em um vídeo da apresentação dele.
The Black Keys! The Black Keys! O segundo dia de Lollapalooza 2013 não poderia ter terminado de uma maneira melhor! Os americanos Dan Auerbach e Patrick Carney levaram todo mundo para frente do palco Cidade Jardim para um show envolvente, sexy e competente ao extremo.
A banda, que tem 7 CDs lançados e uma década de existência, aumenta a fila de apresentações como as do Killers e Two Door Cinema Club: vocalistas com tesão de tocar ao vivo, felizes pelo resposta do público e emocionados com a talvez inesperada recepção da plateia.
Hoje, domingo, fia 31, aindaa tem mais Lolla! Não termiiina, por favor! \o/
fonte: papelpop.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário