terça-feira, 26 de junho de 2012

O grande trunfo de “O Espetacular Homem-Aranha”? A atuação de Andrew Garfield e Emma Stone!


As cenas de ação não são daquelas que fazem o queixo cair. São emocionantes, bem executadas, rápidas, mas nada estupendas. O roteiro podem incomodar os fãs fiéis dos quadrinhos (cadê o jornal que ele trabalhava? por que o vilão ficou assim?), mas nada que atrapalhe o filme, que se sai muito competente competente ao misturar humor com emoção com ação.
A coisa mais espetacular do novo Homem-Aranha, aquilo que emociona e faz dar risada, é a ótima atuação de Andrew Garfield e Emma Stone.
Os dois estão im-pe-cá-veis (assim mesmo, separando sílabas). Principalmente o ator britânico no papel principal. O cara é tão gigante na atuação que acaba trazendo novas dimensões e densidades que para Peter Parker que o público não enxergava até então (vai ver porque o ator é fã de carteirinha do spiderman e cresceu lendo os HQs e se identificando com o herói). Ao lado de Emma Stone, Garfield os dois formam uma dupla perfeita, em sintonia e convincentemente apaixonada. É o casal mais fofo e simpático (dentro e fora da tela).

Nós vimos “O Espetacular Homem-Aranha” ontem numa cabine especial para fãs e imprensa e a impressão no final é a de não ter visto um filme de super-herói propriamente dito, mas sim uma história extremamente bem dirigida de romance, drama e relação entre personagens.
Sim, é a mesma história dirigida por Sam Raimi e estrelada por Tobey Maguire 10 anos atrás (aquela que o Peter Parker é picado por uma aranha e começa a subir paredes), mas agora ela ganha uma nova versão no comando do cineasta Marc Webb, que dirigiu “500 Dias Com Ela”. Entende agora por que o filme consegue arrasar na mistura de ação com relações humanas e na construção perfeita dos personagens?

Mas não pense que o filme é só drama bem executado e bem-humorado…
O Homem-Aranha vive cenas de ação da segunda metade para o filme do filme que nos fazem contorcer na cadeira. Um belo exemplo é uma cena espetacular em que o herói tenta resgatar uma criança presa num carro em chamas. Os golpes estão mais ágeis, a câmera que voa pelos prédios junto com Peter Parker é mais incrível e por aí vai…
Não espere nada sombrio tipo um Batman do Christopher Nolan. Nem uma épica aventura como foi “Os Vingadores”. O novo Homem-Aranha é grande e ótimo porque impressiona na leveza e no humor da história, na perfeita mistura de heroísmo com emoção, na força dos personagens e (repito!) na impressionante atuação de Andrew Garfield.

papelpop.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário