sábado, 24 de setembro de 2011

Mark Hoppus e suas coisas favoritas !


Entre outras coisas, o baixista do trio revelou o que está ouvindo, jogando e até o que faz em um dia típico de sua vida
blink-182 letras

























De volta com a banda depois de oito anos do último álbum, Mark Hoppus do blink-182 aproveitou para falar à revista Spin um pouco sobre o que está curtindo neste momento. E o Vagalume revela para você o que ele contou, a seguir.


MÚSICA: "Atualmente é Whirring do The Joy Formidable. É uma canção incrível que se transforma de melosa e bela para gigante e caótica. Eu ouvi pela primeira vez quando estava indo ao escritório da Fuse em Nova York e fiquei tão impressionado com o que ouvi, que parei na calçada e ouvi três vezes seguidas. Eu acabei chegando atrasado para uma filmagem. Mesmo meses depois eu ainda estou completamente impressionado com o que uma banda de três pessoas é capaz de fazer."

ÁLBUM: "Meu gosto muda diariamente, se não de hora em hora, mas eu diria "The White Album" dos Beatles. Tem tantos sons, estilos e temas. Eles estavam se odiando durante as gravações, mas no meio dessa tensão a banda criou um álbum duplo ótimo e músicas atemporais. "The White Album" é um disco que eu posso voltar várias vezes e sempre achar algo diferente que nunca reparei antes."

ARTISTA NOVO: "Best Coast. No mundo dos "primeiros a saber, hipster e descolados" pode até não ser considerada novo. Mas são novos para a maior parte do mundo. Desde a primeira vez que ouvi Best Coast, eu fiquei vidrado e o último álbum deles é ridículo (no bom sentido). É como um Beach Boys moderno com uma vocalista mulher e músicas fortes e que grudam na sua cabeça durante semanas."

LOJA DE DISCOS: "Itunes. Eu queria ter uma loja legal, independente que pudesse citar. Eu adoro essas lojas e cresci nelas, e eu queria que tivesse muito mais delas. Mas por mais que eu goste de ser nostálgico e poético, eu também adoro a conveniência de poder comprar músicas às três da manhã, bêbado e de cuecas."

COMIDA: "Perto do nosso estúdio tem um restaurante que a gente pede por telefone, todos os dias. Nosso engenheiro e eu pedimos o "prato do chef", sem cebolas, e "burrito de café da manhã" e então dividimos. Daí você fica com o molho, o frango e as coisas boas do "prato do chef" e o gostinho salgado dos ovos mexidos do frango. Lave tudo com um cappuccino duplo. Eu nunca experimentei algo tão delicioso. Fazemos isso cinco vezes por semana e nunca enjoamos."

VIDEO-GAME: ""Words With Friends" (aplicativo para IPhone). É divertido, direto e dá pra jogar até usando o vaso sanitário. Quem poderia imaginar que "qi" fosse uma palavra de verdade? Eu adoro ver as pessoas tentando criar novas palavras, dependendo das letras que possuem."

LIVRO: "Qualquer um envolvendo a segunda guerra mundial. Já li dezenas sobre isso. Eu sei que nunca vou conseguir, mas sempre tento colocar na minha cabeça como algo tão horrível pôde acontecer no mundo. Talvez meu interesse seja por ter três avós envolvidos na guerra."

MELHOR FORMA DE PASSAR O TEMPO: "No meu computador. Durante os tempos vagos na turnê, eu ando de sala em sala olhando pra tela do meu computador. Um retrato de um dia típico: acordar, checar os emails, checar o Twitter, checar o Facebook, checar o Google+, talvez ver as notícias (nunca vejo as notícias), tomar café da manhã, voltar para o computador para fazer buscas no Google, ler usando oKindle, ir para um canto escuro para ler secretamente as resenhas do show da noite anterior, checar o Tumblr, almoçar, ouvir música, fazer buscas no Spotfy, ver o Netflix, navegar na web sem nenhum propósito, me dar conta de que está quase na hora do show e me preparar pra agitar (ou tentar), tomar banho, jantar, pegar o computador e repetir tudo novamente, dormir com meu MacBook Air no peito, acordar com ele no chão. Nos dias sem internet, eu fico tremendo e choro até a hora do show."

LUGAR PARA RELAXAR: "Antártida. Melhor viagem da minha vida, a Antártida é um outro mundo, algo como nunca vi antes. Um lugar duro, gelado e uma linda desolação. Todos os dias nós fazíamos excursões de barco até a terra pra ver milhares de pinguins ou cruzar pelos campos gelados. Geleiras de milhares de anos, focas dormindo em icebergs, pinguins fazendo ninhos com pedras. Momentos de beleza tão inspiradores que você quase fica em lágrimas por conta da imensidão avassaladora. Depois voltávamos para o navio e reclamávamos que não tinha nada de bom passando na Tv."

MENTIRA: "Não, pode continuar falando! Eu estou ouvindo ao mesmo tempo em que estou digitando no celular."

Aproveite e confira Up All Night, primeiro clipe do álbum "Neighborhoods" que será lançado na semana que vem.




Veja as letras e traduções do blink-182 no Vagalume.

182.html#ixzz1YurB2HFI

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário